Industrialização na Construção

Materiais industrializados fornecem maior qualidade aos componentes e maior racionalidade na construção. 

Economia no bolso e redução no prazo, modernidade e praticidade do sistema que confere padronização.

O que é?

É um Sistema construtivo que substitui com vantagens o método convencional em alvenaria.  Pode-se dizer que o sistema é um esqueleto metálico revestido externamente e internamente com componentes industrializados de alta qualidade.

*COMPONENTES

-Perfis Metálicos;

-Elementos de Fixação;

-Isolante Termo-acústico;

  • Vedação:Gesso Acartonado,

Placa OSB+Cimentícia

-Instalações (elemento convencional);

-Revestimentos (elemento convencional).

*Todos componentes são industrializados produzidos por grandes industrias e multinacionais

com certificações e garantia de qualidade.

Placa OSB

Placa Cimentícia

-Agilizam o processo de montagem;

-Fabricação dos elementos de fixação segue altos

padrões de qualidade e resistência.

ATENÇÃO –Não possuem celulose nem amianto em sua composição;

-Fabricadas com cimento, agregados leves e aditivos;

-São reforçadas com duas telas de fibra de vidro, que as torna mais resistentes;

-Todas as bordas rebaixadas facilitam o tratamento de juntas melhorando o acabamento final;

-Podem proporcionar ganhos de até 60% de redução de peso, se comparado com os métodos de construções tradicionais, sem perder a resistência mecânica ao fogo e o isolamento acústico.

Redução de lixo em aproximadamente 60% se comparado a uma obra convencional

Em casas de Steel Frame, a manutenção se torna mais pratica já que não é preciso aberturas na parede se houver necessidade de troca de encanamentos e fiações.

Planejamento – Modulação do projeto, a logística é planejada e por isso é simplificada. As peças são precisas encaixando-se perfeitamente, sem precisar estar no local da construção para serem montadas, evitando atrasos.

Resistência: 50 anos é o tempo normal de vida útil projetado para uma estrutura de aço. Assim ele permanece livre de ataques corrosivos e mantendo sua integridade.

EXEMPLARES E DIMENSÕES
(CATÁLOGO)

EXEMPLARES E DIMENSÕES
(CATÁLOGO)

  • CEF – CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Sistema L.S.F. É normatizado e aprovado em órgãos federais, como CEF e Ministério das Cidades.
  • SINAT Sistema L.S.F. Segue a Diretriz para avaliação técnica de sistemas construtivos estruturados em perfis leves de aço conformados a frio, com fechamentos em chapas delgadas.
  • Perfis metálicos (NBR 6355 – Perfis Estruturais de Aço Formados a Frio – Padronização);
  • As normas para chapas cimentícias (NBR 15498 – Placa Plana Cimentícia Sem Amianto – Requisitos e Métodos de Ensaio);
  • A norma de cálculo estrutural (NBR 14762 – Dimensionamento de Estruturas de Aço Constituídas por Perfis Formados a Frio).

NORMAS E AVALIAÇÕES UTILIZADAS

STEEL FRAME – VANTAGENS

STEEL FRAME – VANTAGENS

  • Redução considerável de tempo de execução e da administração da obra, em até 2/3 do tempo em método convencional;
  • Redução significativa de Mão de obra, além de ser treinada e qualificada;
  • Canteiro limpo e organizado, com o mínimo de desperdício e entulhos;
  • Construção a seco, o que minora o uso de recursos naturais (água) e o desperdício, além do aço ser um material totalmente reciclável;
  • Estrutura mais leve, resultando em menores cargas aplicadas sobre o solo;
  • Excelente desempenho Acústico e térmico (desempenho superior ao método convencional);
  • Custo final similar ao método convencional em alvenaria;
  • A perda de material é consideravelmente menor quando comparado ao

método convencional em alvenaria.

  • IDEAL PARA FACHADAS – VANTAGENS O material pode ser espalhado de forma racional em cada pavimento, otimizando o serviço e oferecendo um ambiente mais limpo e espaçoso para o fluxo dos operários;
  • Diminuição ainda maior do cronograma da obra em relação ao sistema convencional e ao sistema com blocos de concreto, visto que a estrutura da edificação já estará pronta, sendo necessário apenas a vedação;
  • VANTAGENS
    • Aspecto final idêntico ao convencional em alvenaria;
    • Facilidade de manutenção das instalações, não sendo necessário quebrar as

    paredes;

    • Custo final similar ao método convencional;
    • Diminuição considerável no tempo de execução da edificação;
    • Canteiro de obra racionalizado e limpo, oferecendo menos transtornos aos aos vizinhos e maior segurança;

    Maior respeito ao meio ambiente