Esta  elegante mesa Tulipa, conhecida internacionalmente pelo sobrenome de seu criador, o finlandês Eero Saarinen, que trabalhou como arquiteto com seu pai  e em  1923 emigrou para os Estados Unidos .

Achei interessante saber que Eero, tão inovador e criativo  foi sócio do fantastico Charles Eames, imaginem quantas peças maravilhosas fizeram?  Foram  premiados no concurso  “Organic Design in Home Furnishings”, do Museu de Arte Moderna de 1940. Depois passou a produzir projetos de mobiliário para a Knoll International.

Com a mesa Tulipa o objetivo de Saarinen era eliminar de alguma maneira as quatro pernas típicas de uma mesa comum, como um escultor treinou até refinar seu design, modificando “n” vezes o formato em argila e conseguiu o feito com maestria. O resultado ficou belíssimo: uma mesa com tampo redondo e uma base central que vai até chão. A mesa Saarinen é uma peça moderna e futurista que surgiu em plenos anos 1950.

Apesar de ter 60 anos ainda  é uma peça moderna e cobiçada , possui formas orgânicas das mais ousadas do Movimento Modernista, sem descontinuidade de formas, o que lhe confere extrema elegância, é solução única da história do design e portanto não envelhece.

A base tem o contorno que propícia um maior número de cadeiras. Por ter esse desenho estrategicamente puro, proporcionalmente elegante e atemporal, a Mesa Saarinen acabou se tornando a maior peça-chave da composição contemporânea, sendo capaz de estilizar qualquer ambiente monótono, fazendo dela uma das mesas de jantar mais famosa e desejada no mundo.

Num dos meus projetos especifiquei esta mesa e logo o cliente a encontrou no Mercado livre por 2 mil reais, fiquei preocupada, porque réplica tem de todo jeito mas como será a qualidade ? O que vou responder para o cliente?
Pesquisei no  site Home Guides uma lista de detalhes interessantes que podem ser observados, para que a Mesa Saarinen seja considerada original:

  • A base é de alumínio fundido com pintura de alta proteção, disponível em branco, preto ou platina. Já o tampo pode ser de madeira, granito ou mármore, disponíveis em uma ampla gama de cores. Não existem partes em plástico (a base inferior do tampo da mesa recebe a mesma pintura da base).
  • O mármore do tampo deve ter veios cinza, sendo do tipo Arabescato. É comum usarem o Carrara como solução mais barata, mas este não é o original.
  • Inspecione o local onde a base da mesa encontra o tampo: você não deve conseguir ver nenhum parafuso aparente.
  • Se a mesa tiver, na parte inferior, uma placa com a assinatura de Eero Saarinen, “Knoll Studio” e o ano 1956, então é provável que seja de fato original. No entanto, estes modelos são raros.

Se deseja ter uma original Saarinen Style Tulip Table  deve olhar para os detalhes. Os preços diferem por causa dos materiais utilizados para fazer esta bela mesa.

Como disse Charles Eames, “os detalhes não são os detalhes. Eles fazem o projeto “.

 

 

Agora é claro que podemos ter uma réplica, principalmente pelo preço da original, e como tem muitas réplicas  a durabilidade sempre será uma interrogação.

 

Preço da mesa de 42”da Knoll nos EUA  – $2190

Preço da mesa de 90 cm  na Tok Stok   –  R$ 4.860,00