Eu me lembro de ir almoçar na casa de minha sogra e em  seguida fazer a ‘sesta” assentada na  varanda,  nestas cadeiras espaguetes, lembro bem que eram muito confortáveis, uma de cada cor, azul, vermelha, verde e laranja, era a hora de bater papo, relaxar e ver a rua passar.

Isso sempre foi muito comum nas cidades mineiras e no nordestes e percebe-se que há nessa ‘escolha’ um manifesto de afirmação de valores, de um modo de ser e de se comportar.

Esta cadeira é um ícone do mobiliário brasileiro dos anos 80, feita em aço e fios de PVC coloridos, sendo muito tradicional, adaptando-se muito bem ao seu entorno devido ao seu design versátil e diferenciado.

Além de tudo ela é leve, você pode levá-la de um lado para o outro tranquilamente.

Observamos que a persistência desta cadeira no cotidiano das pessoas possa ser o desejo de escolher o alternativo no lugar do industrializado, pode ser um resgate, uma afirmação de identidade com lugares, pessoas e tempos.

Paulo Biancchi fala que sempre encontra nas esquinas, numa Kombi, um artesão disposto a recuperar estas peças  e  continuar esta tradição que é linda. Geralmente a estrutura é mantida, renova-se a pintura e troca o fio plástico espaguete, a cadeira fica nova! Este fio pode ser encontrado no site abaixo:

Ela já ganhou várias releituras, inspirou a criação de muitas outras peças inclusive fora do país, tem inspirado artistas e designers na criação e produção de outros artefatos que remetem à cadeira em estudo, como: bancos, poltronas e cadeiras

“O que se sabe é que elas existem por várias partes do mundo, e que por onde passa vai sofrendo adaptações regionais, cores, tamanhos, formas, presente em quase todos os lares de determinadas cidades, sempre tendo na mão dos fabricantes-artesãos a sua universalização por fora do Grande Mercado Global.

Os irmãos Campana, também produziram uma poltrona, chamada Anêmona (2001), que é uma releitura da cadeira macarrão, os mesmos  materiais empregados na fabricação: estrutura metálica e fios de PVC. A forma remete ao animal marinho anêmona com seus tentáculos maleáveis e translúcidos, evocando a natureza, sublinhando questões relacionadas ao meio. Entretanto é um produto de luxo, comercializada nos circuitos americanos e europeus para o público que consome design assinado e pode pagá-lo.

Assinada pelo renomado designer alemão Kay Thoss, a poltrona String não perde a magnitude e a pretensão de sair do comum. Disponível em cores variadas com design simplista e atemporal, esta cadeira apresenta o entrelaçamento de fios de PVC interligados à estrutura de aço como seu grande diferencial. Aconchegante e sofisticada, a poltrona String pode ser uma boa ideai para quem busca relaxar no quarto, salas ou até mesmo em varandas cobertas.

Se para alguns “menos é mais” para o arquiteto e designer chileno Matias Ruiz  essa foi regra ao projetar a M100 Chair. Fazendo uso do menor número de elementos possível, apenas corda náutica e aço, ele conseguiu compor uma estrutura de cadeira com elasticidade e ergonomia. A flexibilidade das cordas, colocadas cuidadosamente lado a lado e transpassadas para formar o assento e encosto, faz a peça confortável e compacta.

Cadeira Acapulco 

Os primeiros modelos da cadeira Acapulco, que surgiram na década de 50, eram originalmente feitos de cordinhas de vinil em uma moldura de metal com um formato que lembra uma pera. Contudo, com o passar do tempo, ela foi sendo reproduzida em outros materiais diferentes e alternativos. Embora muito utilizada em exteriores, a Acapulco é tão versátil que pode ser usada tranquilamente dentro de casa, onde fica linda e super estilosa!

Nas décadas de 50 e 60, Acapulco, no México, era um destino muito popular não só entre os personagens do Chaves, mas entre as celebridades de Hollywood e personalidades importantes. E foi nessa mesma época que a cadeira Acapulco surgiu e se tornou um dos modelos mais bem sucedidos de todos os tempos. O designer responsável por esta peça se mantém desconhecido até os dias de hoje, assim como as circunstâncias que levaram ao aparecimento desta linda peça de design.

Fontes:

http://www.limaonagua.com.br/decoracao/15-imagens-para-voce-se-apaixonar-pela-cadeira-acapulco/#ixzz4pCGaq14D

http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/21697/1/2016_S%C3%ADlviaKarladeOliveiraSaraiva.pdf

https://www.youtube.com/watch?v=59EY1TfgNRc

https://museumrotterdam.nl/collectie/item/67089-2

http://www.coisasdaleia.com.br/2013/08/cadeira-de-espaguete-de-plastico.html

http://casavogue.globo.com/Design/noticia/2013/05/cadeira-de-cordas-de-matias-ruiz.html

https://www.modishstore.com/products/roost-ellipse-chairs?variant=341621919

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-705524211-cadeira-de-varanda-em-espaguete-cadeira-para-jardim-_JM

http://historiasdecasa.com.br/2016/09/27/cores-na-rotina-casa-decoracao-2/https://www.fiam.it/en/products/relax-armchairs/p_12/spaghetti-relax-armchair-with-strings-in-pvc